FANDOM


The Herald of Gargos (em português: O Arauto de Gargos) é uma narrativa que serve como história pessoal do personagem Omen em Killer Instinct 2013 contando fatos desde suas origens até o meio tempo entre as seasons 1 e 2.

Narrativa: Editar

Omen é um demonio de cor azul, um Ser Astral criado pelo Senhor da Sombra conhecido como Gargos. Proclamando com muito orgulho que ele é o "Arauto de Gargos", ele atende seu mestre inquestionavelmente. O entendimento foi formado pelos próprios pensamentos de seu criador, pois, no plano astral, certas criaturas poderosas como Gargos, um membro de uma raça de semi-deuses, chamada Ichoriens, podem forçar a realidade a se curvar às suas fantasias; e através de pura força criará seres "vivos".

Sendo como cão fiél e inquestionável, Omen alegremente mata qualquer um que se interponha no caminho de seu mestre. Ele não tem compaixão pelos seres humanos que ele vê como seres menores. Omen foi prometido a ter seu próprio reino aqui na Terra, uma vez que Gargos governasse o planeta. E os primeiros escravos de Omen serão os heróis do Killer Instinct, e qualquer outra pessoa que tenha a audácia de enfrentar Gargos. Omen vai torturá-los e habitar seus corpos... roubar seus pensamentos e esmagar suas almas.

Quando Omen foi encarregado de habitar o corpo de Jago (depois de Gargos ter enganado o monge para abrir sua alma para ele sob a aparência do Espírito do Tigre), ele possuía o guerreiro nobre e o controlava como um boneco. Omen forçou o monge a atravessar o globo, levando a cabo ataques brutais contra qualquer pessoa que Gargos acreditasse que faria estragos em seu caminho; e com cada vitória ele canalizou vastas quantidades de energia das sombras de volta ao Plano Astral para que Gargos acumule em seu poder.

Pela primeira vez em sua existência, Omen estava livre da coleira do Senhor das Sombras e como um cão selvagem solto em uma horda de coelhos, Omen apreciou sua oportunidade de espalhar o caos em nome de seu mestre. Mas então, Jago começou a lutar contra Omen, usurpando o controle das energias das sombras, o demônio estava canalizando através de seu corpo, empurrando-se de volta para a frente e expulsando Omen, tirando-o do controle.

Ainda mais estranho, as energias da sombra que Jago desencadeou para dissipar o ser parasítico não destruíram o Omen de forma absoluta ou mesmo o forçaram de volta ao Plano Astral. Em vez disso, essas energias de sombra se congelavam como uma forma corpórea, presas no Plano Mundano. Primeiro aterrorizado, tanto do evento quanto do que Gargos faria com ele, Omen rapidamente percebeu que ser independente era mais agradável do que a posse nunca foi.

Mas o Arauto de Gargos ficou estupefato quando a forma de sombra desse monge guerreiro (a coisa conhecida como Shadow Jago) surgiu após a posse de Jago. Isso não deveria acontecer.

O breve gosto de Omen de viver dentro de uma forma corpórea era intoxicante, e ele anseia habitar a forma humana de novo, pois essa construção que ele habita agora não possui capacidade para desfrutar sensações humanas. Para muitos dos pensamentos de Jago, desejos e memórias foram impressos no cérebro Astral de Omen. Amor, ódio, desespero e alegria ... nenhum desses sentimentos estranhos que Omen sentia antes de assumir a carne de Jago. E ele os anseia como uma droga.

Talvez Omen será recompensado com Jago quando seu mestre governar a Terra. E então, Omen rasgará a alma de Jago de seu corpo e mandará para o abismo. Ele deixará de lado sua própria forma alada feia e entrará no corpo de Jago novamente, transformando-se em um híbrido Astral / Humano que é capaz de provar os prazeres de ambas as dimensões. Mas ele está dividido entre a lealdade ao seu mestre, o grande Senhor das Sombras, e a idéia de que ele poderia ser capaz de algo mais do que a servidão. Omen está começando a ver a luz fluindo através das sombras.